img (41) 3082-9164
img contato@lourencoassociados.adv.br
img Rua Acre, 687 - Água Verde
  • Siga:
  • RSS

Publicações
6th Maio

2019

Gostaria de morar e trabalhar nos EUA, mas não tenho US$ 500 mil, o que fazer?

Muitas pessoas tem o sonho de morar e trabalhar nos EUA, mas adiam seu sonho por acreditar que a única forma seria ter 500 mil dólares americanos…

Na verdade o visto EB-05 ou Programa de Investidor Imigrante, criado em 1990, passando atualmente por uma grande revisão, é uma forma bem específica e migração, com regras pré-determinadas e exigem do imigrante um grande aporte financeiro, mas não é a única forma de migrar para os EUA.

Existem algumas categorias de vistos preferenciais, denominados EB, que não necessariamente envolvem vultosos investimentos.

Sim acredite, o Tio Sam quer você!

Para demonstrar isso, vou escrever um pouquinho sobre cada forma de visto, suas características, exigências e peculiaridades, iniciando hoje com o EB-01 – Imigração baseada em Emprego – Primeira Preferência ou Green Card de Capacidade Extraordinária.

O EB1-1 está disponível para estrangeiros que demonstrem uma habilidade extraordinária em seu campo de atuação, seja nas ciências, artes, educação, negócios ou atletismo, sendo normalmente comprovada essa extraordinária habilidade com a demonstração de “aclamação nacional ou internacional”.

Um EB-1 é uma das formas mais breves de obter um Green Card e não necessita que o peticionante passe pelo processo de PERM (onde o “Department of Labor” precisaria estabelecer que os trabalhadores existentes baseados nos EUA pudessem preencher a mesma posição), por isso, é um processo extremamente criterioso e o Departamento de Imigração faz uma análise minuciosa das evidências[1].

Para ter êxito no pedido de Green Card por Habilidades Extraordinárias, o peticionante deve atender 03 de 10 critérios abaixo, ou fornecer evidências de uma realização única (Pulitzer, Nobel, Oscar, Globo de Ouro, Medalha Olímpica etc.)[2]:

  • Evidência de recebimento de prêmios ou prêmios menos reconhecidos nacional ou internacionalmente por excelência;
  • Evidências de sua participação em associações no campo que exigem realizações extraordinárias de seus membros;
  • Evidências de material publicado sobre você em publicações profissionais ou importantes ou outras mídias importantes;
  • Evidência de que você foi solicitado a julgar o trabalho de outras pessoas, individualmente ou em um painel;
  • Evidências de suas contribuições originais científicas, acadêmicas, artísticas, atléticas ou relacionadas aos negócios, de grande importância para o campo;
  • Evidência de sua autoria de artigos acadêmicos em publicações profissionais ou importantes ou outras mídias importantes;
  • Evidência de que seu trabalho foi exibido em exposições ou mostras artísticas;
  • Evidência do seu desempenho de um papel importante ou crítico em organizações distintas;
  • Evidências de que você recebe um salário alto ou outra remuneração significativamente alta em relação a outras pessoas no campo;
  • Evidências de seus sucessos comerciais nas artes.

A “U.S. Citizenship and Immigration Services” ainda especifica claramente o critério de eleição de cada requisito[3]:

Uma interessante peculiaridade do EB-1, é que o peticionante pode solicitar um EB-1A para si mesmo, ou seja, não necessita que o peticionante tenha um empregador nos EUA que atue como seu empregador / peticionário (sponsor).

O visto EB-1 é dividido em três subgrupos:

  • EB-1A: Estrangeiros com Habilidade Extraordinária
  • EB-1B: Pesquisadores Destacados / Professores Destacados
  • EB-1C: Gerentes e funcionários executivos transferidos

Para as petições EB-1B e EB-1C, são necessárias ofertas de emprego permanentes. Como tal, os empregadores dos EUA devem ser os peticionários para as candidaturas EB-1B ou EB-1C.

Outra observação muito importante no tocante ao pedido de EB-1 é a jurisprudência específica sobre o caso, Kazarian X USCIS, decidido pelo Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o Nono Circuito, que estabeleceu o “Norte” para o julgamento das petições pela USCIS.

A análise do pedido de EB-1 deve ser feita em duas etapas, sendo a primeira concernente aos 3 dos 10 critérios e a segunda uma análise geral sobre a qualidade da evidência, para determinar se os critérios foram atendidos em uma extensão que mostre que o alienígena está no topo de sua profissão.

Para auxiliar o peticionante nossa Banca de Advogados firmou a parceria com o Witer DeSiqueira Law Office, que é uma banca de advogados (brasileiros e americanos) com mais de 21 anos de experiência em Imigração para os Estados Unidos da América.

Somando nossos conhecimentos em Direito Internacional e Direito Migratório, oferecemos para nossos clientes o suporte jurídico necessário para a realização do sonho de morar, trabalhar e investir nos EUA.

Jamais migre para outro país sem um Plano Migratório e um Planejamento.

Cuidado com os principais erros na hora de migrar:

  • Escolha do visto errado
  • Falta de Planejamento
  • Não buscar a orientação profissional
  • Achar que comprar um imóvel nos EUA lhe dá direito imigratório ou preferência de entrada
  • Não se preparar para a mudança cultural e de língua
  • Achar que o que deu certo para um amigo funcionará para você também

Mudar de país é muito sério e arriscado! Faça a coisa certa!

Para mais detalhes sobre o seu sonho.

Entre em contato conosco e agende uma entrevista de pré-qualificação.

Curitiba – +55-41-3082-9164

South Florida – +1-973-704-0420

www.lourencoassociados.adv.br

http://www.witeradvogados.com/

[1] Veja o detalhamento no Portal de nosso Parceiro – Dr. Witer DeSiqueira, em http://www.witeradvogados.com/artigos/visto-eb-1

[2] Veja os critérios exigidos pela USCIS – https://www.uscis.gov/working-united-states/permanent-workers/employment-based-immigration-first-preference-eb-1

[3] Extraído do Portal da USCIS, idem ibidem.

Share This :